Engenharia Mecânica

 

Curso: Engenharia Mecânica

 

Licenciatura/ Mestrado integrado 

 

De acordo de processo de Bolonha: Sim

 

Faculdades onde o curso é leccionado a nível nacional:

 

Diferença: licenciaturas e mestrados integrados

 

Duração: 5 anos

 

Créditos totais: 300 ECTS

 

Acesso

 

Condições de acesso

 

Universidade Nova de Lisboa http://www.fct.unl.pt/candidato/cursos/integrados/mecanica/intro

 

 

Provas específicas:

Matemática e Física
ou Matemática e Química
ou Matemática e Geometria Descritiva

 

Classificação mínima na(s) prova(s) específica(s):
95

 

Classificação mínima na candidatura:
95

 

Fórmula de ingresso:
60% da classificação final do Secundário
40% da classificação final na(s) prova(s) específica(s)

 

 

Médias: (http://www.acessoensinosuperior.pt/detcursopi.asp?codc=0304&code=0903&frame=1)

 

Pré-requisitos/ Média do ultimo colocado em anos anteriores/ Vagas nos dois três anos anteriores: (http://www.acessoensinosuperior.pt/indcurso.asp?letra=E&frame=1)

 

Plano de Estudo (Universidade Nova de Lisboa)

http://www.unl.pt/guia/2008/fct/c-663#structure

 

 Objectivo

O objectivo do curso de Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica (MIEM) é o de formar engenheiros mecânicos a nível universitário, logo com uma sólida preparação de base em ciências de engenharia, cobrindo os domínios da mecânica dos sólidos e dos fluidos, da termodinâmica aplicada, da mecânica estrutural, das características e comportamento dos materiais e dos processos de manufactura. Ao nível das disciplinas terminais dá-se ênfase às áreas do projecto de máquinas, de estruturas metálicas e de equipamento térmico, e da tecnologia industrial.

 

Saídas profissionais

O Mestrado Integrado proporciona uma formação adequada para o desempenho de actividades nos seguintes domínios: 

  •         Projecto de Máquinas e Equipamentos;
  •          Tecnologia Industrial e de Produção;
  •          Termodinâmica e Aerodinâmica;
  •          Mecânica Estrutural;
  •          Equipamento Hidráulico e Pneumático;
  •          Consultoria em engenharia;
  •          Gestão de recursos energéticos;
  •          Ensino e a investigação;
  •          Gestão e manutenção na área das indústrias:
  •          Extractivas;
  •          Metalúrgicas;
  •          Químicas de base;
  •          Metalomecânicas;
  •          Construção e reparação naval,
  •          Aeronáutica e automóvel; electromecânicas e electrónicas;
  •          Alimentares;
  •          Químico-farmacêutico;
  •          Produção de energia;
  •          Transportes e comunicações;
  •          Refrigeração e climatização.
  •          A integração de tecnologias de informação nos domínios da engenharia mecânica tem aberto perspectivas de novas   actividades profissionais muito aliciantes nomeadamente as seguintes:
  •          Projecto e Fabricação Assistidos por Computador (CAD/CAM);
  •         Planeamento da Produção Assistido por Computador (CAPP);
  •          Produção Integrada por Computador (CIM);
  •         Automatização Industrial; Robótica.